Participe de nossos abaixo-assinados
Petição Pública
Prezado Leitor, sua participação é muito importante para nós. Pedimos que, no site www.peticaopublica.com.br,
para cada abaixo-assinado de que você queira participar, digite seu nome completo, RG ou CPF e e-mail. Aproveite para recomendar o site a sua rede de contatos. Obrigada.
Lista de Links
Sala de atendimento
Clique na porta
para acessar Porta

Evangélicos

Querido Leitor, sua participação é muito importante para nós. Além de poder postar seus comentários sobre nossas matérias, aqui você pode publicar seus textos ou notícias. Mande-os para aprovação ao e-mail chamavioleta@terra2012.com.br. Você receberá, no prazo de 7 dias, um e-mail informando a data em que seu texto será publicado aqui em sua comunidade. Não se esqueça de, no final do texto, informar a fonte ou, se for de sua autoria, declarar que autoriza a divulgação pelo site. Obrigada.

NÃO DÊ DINHEIRO AO APÓSTOLO VALDEMIRO SANTIAGO, DA IGREJA MUNDIAL DO PODER DE DEUS!

21/04/2012

 

Uma carta encontrada no templo da Igreja Mundial do Poder de Deus, em sua unidade na Avenida João Dias, zona sul de São Paulo, mostra pedido a fiéis para que eles se passem por “enfermos curados, ex-drogados e aleijados” para convencerem mais pessoas a ajudar financeiramente a igreja. A carta foi encontrada e reproduzida pelo site da Uol

Apesar do espaço em branco na carta (leia na íntegra abaixo), ela é assinada como “um pedido feito diretamente pelo apóstolo Valdemiro Santiago a todos os seus fiéis”. O objetivo do aumento de arrecadação é a compra do canal 32 da TV aberta. A Igreja Mundial do Poder de Deus deve mais de R$ 13 milhões para o Grupo Bandeirantes e, por isso, não tem mais espaço de 23 horas diárias na Rede 21 e de 3 horas nas madrugadas da Band.

Veja a carta:

Reprodução/Notícias da TV/UOL

[yframe url=’http://www.youtube.com/watch?v=QsiMpIijqFc’]

Fonte: Youtube

As 5 metas dos Iluminatti para o Brasil

05/03/2012

[yframe url=’http://www.youtube.com/watch?v=e-hK7S_yuJE&feature=related’]

[yframe url=’http://www.youtube.com/watch?v=WzJNVWnHFwQ&feature=related’]

[yframe url=’http://www.youtube.com/watch?v=9qFiJn1-BN8&feature=related’]

[yframe url=’http://www.youtube.com/watch?v=vU-lDVWkaKk&feature=related’]

[yframe url=’http://www.youtube.com/watch?v=UGWW0zPRKEM&feature=related’]

[yframe url=’http://www.youtube.com/watch?v=UGWW0zPRKEM&feature=related’]

[yframe url=’http://www.youtube.com/watch?v=FtIityJs4P8&feature=related’]

[yframe url=’http://www.youtube.com/watch?v=jracI0gcwN4&feature=related’]

Fonte: Youtube

 

 

Bloco Gospel: participe!

20/02/2012

Com o intuito de pregar o evangelho durante o carnaval, evangélicos e católicos montam blocos carnavalescos para sair às ruas e pregar aos foliões. Na tradição cristã, o carnaval é uma festa conhecida como “festa da carne” e é considerada profana.

O pastor Marco Antônio Teixeira, fundador e responsável pelo bloco “Mocidade Dependente de Deus”, desde 1988 prega durante as festas. O pastor, que também é o fundador da Comunidade Internacional da Zona Sul, conta que esse seu bloco desfila duas vezes por ano. Um dos “foliões de Cristo”, o pastor Sérgio Oliveira, conta que o bloco, que possui 2.500 membros, desfila na Segunda-Feira de Carnaval no centro do Rio de Janeiro, e no dia seguinte, no Flamengo, Zona Sul: “O intuito é tirar almas do reino das trevas. Representamos a igreja fora do templo”, afirmou em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo.

O bloco “Cara de Leão”, criado pelo apóstolo Ezequiel Teixeira, do Projeto Vida Nova de Irajá, desfila há 19 anos e atualmente possui 5.000 membros e possui cinco alas, uma bateria, que alterna samba e funk e desfila pela avenida Rio Branco, às Terças de Carnaval. O discurso é o mesmo: “Estamos nos fazendo de carnavalescos para ganhar vidas”. Um dos participantes, o pastor Walace Paulo, canta as marchinhas evangelísticas como “nesses quatro dias/você veste a fantasia, fingindo que é alegria/mas não é realidade”. Walace afirma que “muitos são curados na hora” e que, embora nenhum dos membros do bloco sambe, existem elementos alusivos à festa: “Temos um ‘porta-louvor’ e o ‘mestre-salvo’”.

Não são somente os evangélicos que saem às ruas com blocos que pregam o evangelho durante as festas carnavalescas. Há cinco anos o padre Renato Martins criou o bloco “Folia com Cristo” e afirma que participar do Carnaval não é pecado, mas cometer excessos sim: “Nossa mobilização é para mostrar que os fiéis podem se divertir sem beber, sem usar drogas ou cometer promiscuidade”, conta o padre Martins. O bloco pertence à Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima e Santo Antônio de Lisboa, na Taquara, Zona Oeste do Rio.

Antigamente os fiéis da Paróquia desfilavam duas semanas antes do Carnaval, cantando hinos em Axé. Este ano o evento passou a ser de responsabilidade da Arquidiocese e então o bloco desfilou pela Cinelândia, no Centro da cidade: “Recebemos críticas dos mais conservadores, que acham que a gente não deve se misturar ao Carnaval, mas essa é uma das formas de evangelizar”, observa o padre.

[yframe url=’http://www.youtube.com/watch?v=k1DgpiL2YhU’]

Fonte: Gospel

Leia a Bíblia

14/02/2012

Hoje: o Apocalipse

 

 

RESUMO DO LIVRO – APOCALIPSE DE JOÃO

O livro de Apocalipse é uma revelação de Jesus feita ao apóstolo João sobre as igrejas do primeiro século, o destino do império romano e a segunda vinda de Jesus Cristo. O livro foi escrito cerca de 95 dC., quando João encontrava preso na ilha chamada Patmos. Domiciano, o imperador da época, tomou sobre si o título “Senhor e Deus” e exigiu que todos o cultuassem. Os cristãos fiéis recusaram essa ordem e sofreram uma intensa perseguição pelo império romano. O tema do livro é conforto e esperança. Na hora certa Deus julgará o mundo e os infiéis sofrerão uma destruição total. Os que ficarem fiéis receberão a coroa da vida.

O Apocalipse é um livro de símbolos, teve esse motivo para que o império não entendesse a mensagem do livro. Ele é apresentado como se fosse uma grande peça teatral. Veja a seguir as cenas:

 

INTRODUÇÃO – JESUS NO MEIO DAS IGREJAS

 1.1-3:22

JOÃO

Através de um anjo, João recebeu a revelação de Jesus 1.1-8

JESUS

Jesus, glorificado e divino, anda no meio das igrejas. Ele conhece as qualidades e os defeitos de cada uma, e tem uma mensagem especial para sete das igrejas da Ásia 1.9-20

AS

SETE

IGREJAS

EFESO Firme, mas fria 2.1-7
ESMIRNA Pobre, mas rica 2.8-11
PERGAMO Martirizada, mas tolerante 2.12-17
TIATIRA Ativa, mas transigente 2.18-29
SARDES Famosa, mas morta 3.1-6
FILADELFIA Pequena, mas perseverante 3.7-13
LAODICEIA Prospera, mas morna 3.14-22

 

 

ATO 01: OS 7 SELOS – ( O JULGAMENTO PROMETIDO)

 4.1 – 8.1

DEUS

A cortina abre para mostrar Deus no trono, sendo louvado por 4 seres viventes e 24 anciões, que representam os 12 patriarcas do AT., e os 12 apóstolos do NT., Deus está no controle.

4. 1-11

O

LIVRO

Este é o livro do destino da humanidade. Em vez de ler o livro, porém, a abertura de cada selo produz uma nova visão.

5.1-4

JESUS

Somente Jesus é digno de abrir os selos. Jesus o Cordeiro, é também louvado pelos 4 Querubins, os 24 anciões, milhões de anjos e por toda criação.

5.5-14

OS

SETE

SELOS

01 – O Cavalo Branco – Conquista

6.1-2

02 – O Cavalo Vermelho – Guerras

6.3-4

03 – O Cavalo Preto – Fome

6.5-6

04 – O Cavalo Amarelo – Morte

6.7-8

05 – Os mártires pedem vingança, Deus pede paciência

6.9-11

06 – O grande dia da ira de Deus contra Roma é previsto

6.12-17

Um intervalo: “O que acontecerá com os salvos nesse dia da ira?” Os cristãos na terra serão protegidos(os 144.000). Os salvos mortos estarão com Deus

7.1-17

07 – Um silencio de meio hora marca a transição para o Ato 2 – As sete Trombetas

8.1

 

 

Com a abertura dos sete selos, a ruína de Roma foi prometida em vista de sua perseguição dos santos. Com o soar das sete trombetas, o juízo parcial contra o império romano é iniciado. Neste estágio, os julgamentos são parciais, a fim de dar a Roma oportunidade arrependimento e salvação. A perspectiva da ira divina é temperada com a esperança da salvação.

ATO 2: AS 7 TROMBETAS ( O JULGAMENTO PARCIAL)

8.1 -11.19

A

PREPAÇÃO

As orações dos santos (o incenso) foram ouvidas, e o julgamento parcial contra Roma começará

8.1-6

01

As

CALAMINIDADEs

NATURAIS

Saraiva (granizo) fogo e sangue destroem a terça parte da terra, as arvores e as ervas verdes

8.7

Os

Godos

02

Uma montanha em chama destrói a terça parte do mar, dos peixes e das embarcações

8.8-9

Os

Vandalos

03

 

Uma estrela ardente(absinto) cai sobre a terça parte dos rios e das fontes das águas

8.10-11

Os Hunos

Atila

04

A escuridão cobre a terça parte do sol, da lua e das estrelas

8.12-13

Os

Bárbaros

05

AI

A PODRIDÃO INTERNA

Os gafanhotos simbolizam a decadência interna do império romano

9.1-12

Corrupção

No governo

06

AI

A INVASÃO EXTERBA

O exército invasor representa a cavalaria dos Partos que procede das terras do Eufrates.

9.13-21

Os

Partos

(UM

PARENTESE)

OS

7 TROVÕES

O prazo venceu. Não haverá mais demora

10.1-7

O LIVRINHO

João teria o prazer e a angustia de anunciar a destruição total de Roma

10.2, 8-11

A MEDIÇÃO DO SANTUARIO

A igreja será protegida

11.1-2

AS DUAS TESTEMUNHAS

A igreja será vitoriosa

11:3-14

07

AI

A vitória sobre Roma é proclamada antes de terminar a batalha. Os santos serão premiados e os perversos destruídos

11.15-19

O Capítulo 12 da inicio a parte dois do livro. A parte um ( 1—11) apresenta um panorama geral do conflito entre a igreja e Roma, da à certeza da proteção divina através das grandes perseguições, e prediz a derrota de Roma como um castigo do céu. A parte dois (12-22) focaliza a atenção nos pecados e mostra como será completa a sua destruição.

ATO 3: A GUERRA ESPIRITUAL

12.1 – 14.20

Os

Participantes

na

Guerra

O

Lado

do

Bem

A Mulher grávida – Israel?igreja

12.1-6,13-18

O Filho varão / Cordeiro – Jesus

12.5,11-14.1

Miguel e seus anjos – Os anjos de Deus

12.7-8

Os restantes / Os 144.000 – Os salvos

12.17,14.1-5

O

Lado

do

Mal

Os anjos do dragão – Os anjos de Satanás

12.9

A 1ª besta(do mar) – O imperador romano

O numero 666 – o homem que se chama Deus – Domiciano

13.1-10

O Dragão – Satanás

12.3-8

A 2ª besta (da terra) – A Religião do império

13.11-19

A meretriz – Roma

17.1-18.24

A guerra

Contra Jesus

Satanás tentou destruir Jesus na terra, mais foi derrotado

12:5

A guerra no Céu

Satanás tentou invadir o céu depois da ascensão de Jesus, mais foi expulso do céu e lançado na terra

12;7-12

A guerra contra a igreja

Satanás tentou destruir a igreja. A igreja recebeu a proteção de Deus e Satanás falhou mais uma vez

12.6 – 13-17

A guerra contra os Cristãos

Agora o Diabo se concentra em tentar indivíduos, no esforço de derrotar quantos puder, antes de sofrer sua própria derrota final

12.17-18

As 4 Vozes

A vitória contra Roma é anunciada antecipadamente

14.6-12

A foice

O julgamento final de Deus contra Roma é anunciado

14.14-20

 

 

 

 

ATO 4. OS 7 FLAGELOS – (O JULGAMENTO TOTAL)

(AS TAÇAS DA IRA DE DEUS)

15.1-20.6

A Preparação

A ira de Deus acende contra Roma. Esse flagelo(pragas) representa a consumação da ira diviva contra Roma

15.1-8

01

As

Calamidades

Sobre a

Terra

Ulceras Malignas – Os Godos

16.1-2

02

Sangue e morte no Mar – Os Vândalos

16.3

03

Sangue nas fontes das Águas – Os Hunos

16.4-7

04

Queimaduras – Os Bárbaros

16.8-9

05

Trevas sobre o trono da besta – Corrupção interna

16.10-11

06

O Rio Eufrates secou, simboliza a invasão iminente do exército dos Partos

16.12

UM

INTERVALO

As 3 Rãs

Roma pede auxilio de outros paises

18.13-14

As Vestes

Os Cristãos devem ficar firmes

16:15

Armagedon

Roma é definitivamente derrotada

16.16

A queda do império romano é consumado causando confusão mundial

Replay”

da vitória sobre Roma

Depois da destruição final de Roma, a ação é relatada novamente com mais detalhes. A queda de Roma ( a meretriz) e o império romano ( a besta) é lamentada pelo mundo inteiro. Os céus e os salvos exultam, porque a justiça divina foi feita.

17.1 – 19.21

A Vitória final sobre o dragão

Com a destruição dos aliados do dragão (satanás), agora só resta derrotar o próprio diabo. Satanás é preso por 1.000 anos, simbolizando que os poderes dele foram limitados depois da queda de Roma

20.1-8

 

ATO 06 – O DESTINO ETRNO (juízo final)

20.7-22.5

Satanás

Satanás será solto brevemente ante do final dos tempos em preparação ao juízo final. Depois de uma batalha, o diabo será jogado no inferno com os seus aliados

 20.7-10

O

Juízo Final

Os livros serão abertos e todos os homens serão julgados de acordo com o que eles fizeram em vida

 20.11-13

Os Perdidos

Os perdidos serão lançados no inferno, à segunda morte, nunca mais terá oportunidade de salvação

 20.14-15

Os Salvos

Os salvos receberão a vida eterna no céu pelos séculos dos séculos – eterno

 21.1-22.5

 

CONCLUSÃO – AS PALAVRAS FINAIS

22.6-21

Os

Testemunhos

Do Anjo

O anjo é de Deus e as palavras são verídicas

22.6,10,16

De Jesus

Jesus é divino e cumprira as suas promessas

22.7,12,16

De João

A visão verdadeira

22.8-9

O Destino Eterno

Dos Salvos

No céu

22.12,14

DosPerdidos

No inferno

22.15

Convite Final

Deus e a igreja convidam todos para aceitar a salvação

22.17

O Aviso

As palavras do livro são de Deus e não devem ser mudadas

22.18-19

Conclusão

Jesus voltará – “que a graça de Jesus seja como todos”

22.20-21

Com agradecimento ao Colaborador do Site GTM

Igreja Universal leva a Palavra aos detentos de todo o País

09/02/2012

 

Há 12 anos, a rotina do obreiro Élvis Lima Silva é a mesma: de segunda a sábado, ele atravessa os inúmeros portões de segurança que separam a rua das celas dos detentos dos Centros de Detenção Provisória (CDPs) de Osasco, Pinheiros e Carapicuíba, em São Paulo, para levar a eles mensagens de esperança e a Palavra de Deus. “Foi Ele quem me tirou da cadeia”, diz o ex-presidiário, que foi batizado dentro de uma penitenciária, onde ficou por 3 anos e 2 meses. “Errar é humano, só que mais humano ainda é ajudar quem errou. A transformação do ser humano é quando ele deixa as coisas erradas de lado e passa a fazer as coisas conforme a vontade de Deus. Aí ocorre a transformação.” Silva é apenas mais um dos cerca de 2,5 mil voluntários da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) de São Paulo que, semanalmente, visitam cerca de 120 unidades prisionais das 150 existentes no Estado, com o objetivo de levar conforto e uma palavra de fé e, com isso, proporcionar a ressocialização dos detentos.

Toda a comunidade carcerária é beneficiada pelas orações que são realizadas por pastores, obreiros e evangelistas, que realizam reuniões e batismos. Além disso, a IURD promove também ações sociais dentro das unidades prisionais, como doação de material de higiene pessoal, apoio a dependentes químicos e distribuição de exmplares da Bíblia, revistas, livros e folhetos contendo mensagens de fé e incentivo. “A sociedade espera uma mudança da população carcerária. Mas é preciso uma mudança que venha tanto com a ajuda espiritual como com a assistência social. É preciso que esses dois pilares sejam trabalhados juntos. E nós trabalhamos nessas duas frentes”, afirma o pastor Afonso da Silva, responsável pelo trabalho de evangelização nas unidades prisionais de São Paulo.

“É muito importante o trabalho da IURD porque a gente está aqui esquecido de tudo e de todos, mas recebemos esse apoio da Igreja Universal. A gente ouve palavras amigas e só com Deus a gente vê que o crime não compensa”, diz um preso de 33 anos, acusado de tráfico de drogas, logo após ser batizado no último dia 26 dentro do CDP-I de Osasco, em São Paulo. “A Igreja ajuda a gente a não abandonar o caminho da família, da paz, do amor e da harmonia”, diz outro detento.

O projeto de ressocialização da IURD se destaca ainda por meio de oficinas e de eventos para os presos, que incluem realização de casamentos e encontros familiares em datas especiais. “A Igreja Universal ameniza mesmo o sofrimento. O preso muda da água para o vinho, depois de ser convertido. O comportamento melhora e vemos que ele fica mais calmo”, diz Maurício de Freitas, diretor técnico do CDP-I de Osasco.

E essa mudança está no discurso daqueles que, com a ajuda do grupo de evangelização da IURD, aguarda o dia da tão esperada liberdade atrás das grades. É o caso de José (nome fictício), de 42 anos, que foi batizado dentro da prisão em 2010 e já virou um dos líderes dos obreiros dentro do Pavilhão 1 do CDP-I de Osasco. Ele garante que vai seguir essa missão de levar a Palavra de Deus nos presídios até o fim da vida. “Entrei com um monte de acusação nas costas e só então conheci o trabalho da Igreja. Bebia, usava drogas e estava nas trevas, mas quando desci às águas eu já percebi a grande mudança. Foi como se eu trocasse meu chip e começasse uma vida nova.”

Pelo País

Com uma população carcerária de quase meio milhão de pessoas, o Brasil ocupa o quarto lugar no ranking dos países com a maior população prisional do mundo, segundo dados do Centro Internacional de Estudos Penitenciários, do King’s College, no Reino Unido. Neste cenário, o trabalho dos grupos de evangelização da IURD em presídios e delegacias é de extrema importância – ainda mais se consideradas as condições precárias e a superlotação que a maioria dos internos enfrenta – e vem se intensificando não apenas em São Paulo, mas em muitas das mais de 1,2 mil unidades prisionais de todo o território nacional.

No Rio de Janeiro, onde este tipo de iniciativa foi posta em prática pela primeira vez pela IURD em 1990, este ano mal começou e, apenas no mês janeiro, já foram realizados mais de 100 batismos nas 68 unidades de detenção assistidas pelos agentes religiosos da Igreja Universal no Estado, incluindo presídios, delegacias e Centros de Atendimento ao Menor (Criam), além de 13 Centros de Recuperação de Viciados.

Segundo o pastor Júlio Pinheiro, responsável pelos evangelistas da IURD em penitenciárias do Rio de Janeiro, são cerca de mil batismos por ano. Em mais de 2 décadas, houve aproximadamente 21 mil batismos e 90 matrimônios realizados em unidades prisionais no Rio.

O pastor Júlio conta ainda que, no começo, foi difícil implantar o projeto. “Hoje o trabalho realizado diariamente pelos cerca de 150 voluntários da Igreja Universal é reconhecido e parabenizado por autoridades.”

Adilson Resende, de 52 anos, é prova de que o trabalho de ressocialização da IURD é capaz de transformar vidas. Sem rumo, morou nas ruas por 16 anos, tornou-se dependente químico e entrou para o mundo do crime. Ele só conheceu os ensinamentos de Deus e foi evangelizado quando já estava preso. “Falaram-me que Deus podia mudar a minha vida”, conta. Beneficiado pelo bom comportamento, Resende recebeu uma condicional. “Mas sem ter casa para viver e longe da família, fui morar novamente nas ruas. Fiquei sem teto por 2 anos e, mais uma vez, fui evangelizado.”

A partir de então, ele passou a frequentar diariamente a IURD de São Cristóvão e conseguiu emprego. “Depois de ser batizado, passei a evangelizar nos presídios, contando para todos os encarcerados o milagre que Deus fez na minha vida”, relembra. “Consegui reencontrar minha família, tornei-me obreiro, auxiliar e, depois, me casei. Propago o Evangelho há cerca de 20 anos, como pastor da IURD.”

Na Bahia, onde há uma população carcerária de cerca de 10 mil pessoas, há 250 voluntários da IURD – 140 deles só em Salvador e região metropolitana. Eles realizam este trabalho em mais de uma dezena de presídios e delegacias, além de eventos especiais em unidades prisionais em outras localidades. Para este semestre, já estão previstas ações nas cidades de Jequié, Vitória da Conquista, Paulo Afonso, Porto Seguro, Ilhéus e Itabuna.

Diante da atual realidade carcerária brasileira, o advogado João Astor Mendonça Lisboa, especializado em Direito criminal, pós-graduado em Direito Penal e Processual Penal, declara que a ressocialização é muito difícil, uma vez que o Estado não cumpre a sua parte, e elogia o trablaho da Igreja Universal. “O Estado pune, porém, não está preparado para devolver à sociedade o homem que ficou segregado do convívio em sociedade e foi tratado de uma maneira que, com certeza, o revoltou ainda mais. A Igreja Universal tem ajudado muitos internos.”

Família

E o trabalho da IURD não se limita apenas aos milhares de homens e mulheres que cumprem pena atrás das grades. A evangelização e a assistência social se estendem também às famílias dos presidiários. Seja com o fortalecimento espiritual, seja com cafés da manhã para aqueles que madrugam nas filas em frente às penitenciárias no dia de visitas ou distribuição de
cestas básicas.

A costureira Francisca Maria da Silva Simões, de 52 anos, que frequenta a Igreja Universal há alguns anos, sabe da importância desse apoio. O filho dela está preso e condenado a 20 anos. Desde a sua prisão, há 6 anos, ela diz ter passado por uma grande depressão. Segundo ela, porém, a ajuda dos pastores e obreiros que cuidam do trabalho de evangelização com os familiares dos presos foi essencial para que ela pudesse se reerguer. “Não é sempre que posso visitar o meu filho na prisão, porque ele está bem distante de São Paulo, mas, quando vou, levo livros, jornais e Bíblias, todos doados pela IURD. Além disso, eles me ajudam muito em oração, porque é muito triste você ter um filho preso”, diz Francisca, com lágrimas nos olhos, levando consigo uma cesta básica, que acabara de receber dos voluntários, na matriz da IURD, no bairro Brás (zona leste de São Paulo).

Pelo rádio, palavras que confortam

O trabalho da IURD nas unidades prisionais do País continua mesmo quando os voluntários não estão presentes fisicamente entre aqueles que estão detidos. Existente há 20 anos, o programa “Momento do Presidiário” é transmitido todos os dias para todo o Brasil por meio da “Rede Aleluia”. Em todos os Estados, a programação é comandada por um pastor que leva apoio espiritual e uma palavra amiga aos milhares de encarcerados e familiares de detentos. Por meio do rádio, os presos podem participar de orações, acompanhar a Palavra de Fé e receber recados de seus parentes, que ligam ou enviam cartas que são lidas ao vivo durante o programa. Os ouvintes também contam com uma equipe de advogados, que auxiliam nas respostas jurídicas.

De presidiário a empresário

O sorriso sincero e os olhos brilhantes do empresário da construção civil Marcos Cesar Datri, de 38 anos, retratam hoje o prazer em viver dignamente e, acima de tudo, em paz. Por onde quer que vá, Datri garante que é respeitado e já não carrega mais as marcas de um passado sombrio e cruel pelo qual passou envolvido na criminalidade por mais de 10 anos. “Conheci os vícios aos 8 anos, me envolvi em furtos ainda menino, depois nos roubos, no tráfico e, aos 15, comandava um cassino dentro de uma favela em São Paulo. Essa vida errada era motivo de orgulho para mim. Não me sensibilizava com ninguém, era violento. E quem descumprisse as regras do crime pagava com a própria vida ”, comenta.

Condenado por vários crimes, dentre os quais, roubo, tentativa de homicídio e homicídio, ele passou por diversos distritos policiais e cadeias públicas de São Paulo, inclusive pela extinta Casa de Detenção, mais conhecida como Carandiru.

Datri relembra, com lágrimas nos olhos, que enquanto esteve preso, viu a família definhar, soube da morte dos pais, ficou longe dos quatro filhos que teve de três relacionamentos distintos e, por fim, foi abandonado pela última esposa. Apesar de passar por momentos de muita revolta, diz, foi no Carandiru que ele encontrou as respostas para os seus dilemas, ao ser evangelizado dentro do cárcere.

“Eu estava completamente drogado quando recebi o convite de um outro preso para participar de uma reunião. Aceitei e, desde então, nunca mais abandonei a minha fé. Participava de todas as reuniões e orações. Tempos depois, me batizei nas águas. Depois disso, ainda permaneci preso por quase 4 anos. Para quem era conhecido como ‘Marcos Psicopata’, hoje sou obreiro da IURD da Consolação (região central de São Paulo), onde cuido do grupo de evangelização nos presídios, me casei e acabei de formalizar a minha empresa. Minha vida hoje é completamente transformada.”

Mudança radical

Apesar de conhecer o trabalho da Igreja Universal desde os 12 anos, quando acompanhava a mãe às reuniões, Valter Natalino de Jesus, de 28 anos, começou a se envolver com amizades erradas durante a adolescência.Conheceu o lado fácil de ganhar dinheiro e acabou pagando um alto preço, revela: “Quando minha loja de produtos contrabandeados e roubados foi fechada pela polícia, comecei a praticar pequenos furtos e assaltos a mão armada. Mas foi em uma viagem de carnaval para Pernambuco, em 2007, que pratiquei um assalto e fui preso e condenado”, lembra.

Natalino de Jesus gastou todo o dinheiro que tinha para tentar uma transferência para São Paulo, mas nada conseguiu e ficou preso por 2 anos e 3 meses longe da família. “Esse período foi um inferno. Fiquei longe de tudo e de todos, foi terrível”, relembra.

Quando saiu em liberdade condicional (e ainda está), em junho 2009, Valter diz que estava determinado a mudar de vida. “Entreguei-me a Deus, de fato e de verdade, e minha vida mudou por completo. Hoje trabalho como supervisor de obras, me casei e tenho uma família abençoada. Cuido de um grupo de evangelismo da IURD que dá apoio aos familiares de presos, e um dos membros deste grupo é a minha mãe!”, conta, orgulhoso.

“Quando Valter foi preso eu já fazia parte de um dos grupos de evangelização da IURD com os familiares dos presos e passei a me dedicar ainda mais, pois sabia que outras mães passavam pela mesma situação que eu e precisavam de ajuda. Tive muito apoio espiritual de todos da Igreja e, com isso, pude buscar em Deus a solução para a vida do meu filho”, completa Maria José A. Lopes, de 49 anos, que faz parte da IURD há 16 anos

Fonte: Arca Universal

Chuvas em Minas Gerais: igrejas evangélicas ajudam os desabrigados

08/01/2012

 

Em todo os estado de Minas Gerais varias cidades estão com a suas ruas e casas alagadas e destruídas pelas enchentes devido ao volume de chuvas muito grande nesta época do ano. As mobilização é grande para ajudar,Igrejas Evangélicas e rádios fazem campanha de arrecadação de donativos

As chuvas estão castigando mais de 103 cidades em diversas regiões de Minas Gerais.  Entreelas, 52 já decretaram estado de emergência, segundo a Defesa Civil do estado. Mas algumas ações têm ajudado a amenizar o sofrimento das vítimas da chuva.

Casa é praticamente destruída pela força da água da enchente (Foto: Alex Araújo/G1)

A cidade de Cataguases, na Zona da Mata, encaminhou essa semana um pedido para que seja decretado estado de calamidade pública, devido aos prejuízos decorrentes das cheias dos rios Pomba e Meia Pataca. Diante dessa a rádio Melodia FM decidiu promover um show beneficente para arrecadar doações às vítimas da enchente na cidade.

A rádio evangélica já confirmou a participação de diversos artistas no evento em auxílio às vítimas da chuva, entre eles a cantora Cassiane, Jairinho, Jonas Villar e a Comunidade Evangélica de Nilópolis. O evento contará também com a presença do pastor Jabes de Alencar. A emissora pretende arrecadar fraldas infantis e geriátricas, colchonetes, utensílios domésticos, lençóis, cobertores, colchões e móveis que estejam em bom estado de conservação. O evento vai acontecer no dia 28 de janeiro, a partir das 17 horas, na Praça Rui Barbosa, em Cataguases.

De acordo com o G1 na capital do estado a Igreja Batista Getsêmani também está fazendo sua parte para ajudar. Sob a liderança do Pr. Jorge Linhares, a igreja está fazendo campanha para ajudar as familiais que estão sofrendo as consequências das chuvas.

Junto com o Programa Atitude a igreja está levantando doações, que podem ser encaminhadas para a seda da igreja no endereço: Rua Cassiano Campolina, 360, Dona Clara – BH. Inf: (31)3448-9891.

Veja matéria do Jornal Nacional/ 07/01 e logo em seguida relação de algumas cidades atingidas pelas enchentes. Se você mora perto ou pode ajudar de alguma forma entre em contato com defesa civil ou bombeiro de sua cidade e se informe como ajudar ou envie donativos para o endereço acima em destaque.

Fonte: Terra

Pastor Evangélico comenta sobre o fim do mundo

26/12/2011

[yframe url=’http://www.youtube.com/watch?v=gsoTFZvNfY0′]

Fonte: Youtube

2012: tempo de esperança, e não, de tragédias como ondas gigantes fazendo países desaparecerem

04/12/2011

[yframe url=’http://www.youtube.com/watch?v=22XJUYP65sE&feature=related’]

[yframe url=’http://www.youtube.com/watch?v=POJW2Ptbfmc’]

 

Fonte: Youtube

Estória de hoje: JOSÉ, Governador do Egito

13/11/2011

Versículos do 41º capítulo do livro de Gênesis da Bíblia.

O sonho de Faraó

1 Passados dois anos inteiros, Faraó sonhou que estava em pé junto ao rio Nilo;

2 e eis que subiam do rio sete vacas, formosas à vista e gordas de carne, e pastavam no carriçal.

3 Após elas subiam do rio outras sete vacas, feias à vista e magras de carne; e paravam junto às outras vacas à beira do Nilo.

4 E as vacas feias à vista e magras de carne devoravam as sete formosas à vista e gordas. Então Faraó acordou.

5 Depois dormiu e tornou a sonhar; e eis que brotavam dum mesmo pé sete espigas cheias e boas.

6 Após elas brotavam sete espigas miúdas e queimadas do vento oriental;

7 e as espigas miúdas devoravam as sete espigas grandes e cheias. Então Faraó acordou, e eis que era um sonho.

8 Pela manhã o seu espírito estava perturbado; pelo que mandou chamar todos os adivinhadores do Egito, e todos os seus sábios; e Faraó contou-lhes os seus sonhos, mas não havia quem lhos interpretasse.

9 Então falou o copeiro-mor a Faraó, dizendo: Dos meus pecados me lembro hoje:

10 Estando faraó mui indignado contra os seus servos, e pondo-me sob prisão na casa do captão da guarda, a mim e ao padeiro-mor.

11 Então sonhamos um sonho na mesma noite, eu e ele, cada um conforme a interpretação do seu sonho sonhamos.

12 Ora, estava ali conosco um mancebo hbreu, servo do capitão da guarda, ao qual contamos os nossos sonhos, e ele no-los interpretou, a cada um conforme o seu sonho.

13 E como ele nos interpretou, assim mesmo foi feito: a mim me fez tornar ao meu estado, e a ele fez enforcar.

14 Então enviou Faraó, e chamou a José, e o fizeram sair logo da cova; e barbeou-se e mudou os seus vestidos, e veio a Faraó.

15 E Faraó disse a José: Eu sonhei um sonho, e ninguém há que o interprete; mas de ri ouvi dizer que quando ouves um sonho o interpretas.

16 E respondeu José a Faraó, dizendo: Isso não está em mim; Deus dará resposta de paz a Faraó.

17 Então disse Faraó a José: Eis que em meu sonho estava em pé na praia do rio,

18 E eis que subiam do rio sete vacas gordas de carne e formosas à vista, e pastavam no prado.

19 E eis que outras sete vacas subiam após estas, muito feias à vista, e magras de carne; não tenho visto outras taus, quanto à fealdade, em toda a terra do Egito

20 E as vacas magras e feias comiam as primeiras sete vacas gordas;

21 E entravam em suas entranhas, mas não se conhecia que houvessem entrado em suas entranhas; porque o seu parecer era feio como no principio. Então acordei.

22 Depois vi em meu sonho, e eis que dum mesmo pé subiam sete espigas cheias e boas;

23 E eis que sete espigas secas, miúdas e queimadas do vento oriental brotavam após elas.

24 E as sete espigas miudas devoravam as sete espigas boas. E eu disse-o aos magos, mas ninguém houve que mo interpretasse.

25 Então disse José a Faraó: O sonho de Faraó é um só; o que Deus há de fazer, notificou-o a Faraó.

26 As sete vacas formosas são sete anos; as sete espigas formosas também são sete anos; o sonho é um só.

27 E as sete vacas magras e feias à vista, que subiam depois delas, são sete anos, como as sete espigas miúdas e queimadas do vento oriental; serão sete anos de fome.

28 Esta é a palavra que tenho dito a Faraó; o que Deus há de fazer, mostrou-o a Faraó.

29 E eis que vêm sete anos, e haverá grande fartura em toda a terra do Egito

30 E depois deles levantar-se-ão sete anos de fome, e toda aquela fartura será esquecida na terra do Egito, e a fome consumirá a terra:

31 e não será conhecida a abundância na terra, por causa daquela fome que seguirá; porquanto será gravíssima.

32 Ora, se o sonho foi duplicado a Faraó, é porque esta coisa é determinada por Deus, e ele brevemente a fará.

33 Portanto, proveja-se agora Faraó de um homem entendido e sábio, e o ponha sobre a terra do Egito.

34 Faça isto Faraó: nomeie administradores sobre a terra, que tomem a quinta parte dos produtos da terra do Egito nos sete anos de fartura;

35 e ajuntem eles todo o mantimento destes bons anos que vêm, e amontoem trigo debaixo da mão de Faraó, para mantimento nas cidades e o guardem;

36 assim será o mantimento para provimento da terra, para os sete anos de fome, que haverá na terra do Egito; para que a terra não pereça de fome.

37 Esse parecer foi bom aos olhos de Faraó, e aos olhos de todos os seus servos.

38 Perguntou, pois, Faraó a seus servos: Poderíamos achar um homem como este, em quem haja o espírito de Deus?

39 Depois disse Faraó a José: Porquanto Deus te fez saber tudo isto, ninguém há tão entendido e sábio como tu.

40 Tu estarás sobre a minha casa, e por tua voz se governará todo o meu povo; somente no trono eu serei maior que tu.

José, governador do Egipto

41 Disse mais Faraó a José: Vê, eu te hei posto sobre toda a terra do Egito.

42 E Faraó tirou da mão o seu anel-sinete e pô-lo na mão de José, vestiu-o de traje de linho fino, e lhe pôs ao pescoço um colar de ouro.

43 Ademais, fê-lo subir ao seu segundo carro, e clamavam diante dele: Ajoelhai-vos. Assim Faraó o constituiu sobre toda a terra do Egito.

44 Ainda disse Faraó a José: Eu sou Faraó; sem ti, pois, ninguém levantará a mão ou o pé em toda a terra do Egito.

45 Faraó chamou a José Zafnate-Paneã, e deu-lhe por mulher Asenate, filha de Potífera, sacerdote de Om. Depois saiu José por toda a terra do Egito.

46 Ora, José era da idade de trinta anos, quando se apresentou a Faraó, rei do Egito. E saiu José da presença de Faraó e passou por toda a terra do Egito.

47 Durante os sete anos de fartura a terra produziu a mancheias;

48 e José ajuntou todo o mantimento dos sete anos, que houve na terra do Egito, e o guardou nas cidades; o mantimento do campo que estava ao redor de cada cidade, guardou-o dentro da mesma.

49 Assim José ajuntou muitíssimo trigo, como a areia do mar, até que cessou de contar; porque não se podia mais contá-lo.

50 Antes que viesse o ano da fome, nasceram a José dois filhos, que lhe deu Asenate, filha de Potífera, sacerdote de Om.

51 E chamou José ao primogênito Manassés; porque disse: Deus me fez esquecer de todo o meu trabalho, e de toda a casa de meu pai.

52 Ao segundo chamou Efraim; porque disse: Deus me fez crescer na terra da minha aflição.

53 Acabaram-se, então, os sete anos de fartura que houve na terra do Egito;

54 e começaram a vir os sete anos de fome, como José tinha dito; e havia fome em todas as terras; porém, em toda a terra do Egito havia pão.

55 Depois toda a terra do Egito teve fome, e o povo clamou a Faraó por pão; e Faraó disse a todos os egípcios: Ide a José; o que ele vos disser, fazei.

56 De modo que, havendo fome sobre toda a terra, abriu José todos os depósitos, e vendia aos egípcios; porque a fome prevaleceu na terra do Egito.

57 Também de todas as terras vinham ao Egito, para comprarem de José; porquanto a fome prevaleceu em todas as terras.

Amigo, que lições a estória bíblica de José quer nos ensinar?

Para vencermos precisamos seguir o plano de Deus para cada um de nós.

 

José do Egito é um exemplo bíblico de vitória, pois foi um homem que seguiu os planos de Deus e triunfou.

 

José era filho de Jacó, que após lutar com o anjo de Deus prevaleceu, não deixando fugir-lhe as bênçãos das mãos e por isso tornou-se Israel (aquele que lutou com o próprio Deus e venceu). Creio que o pai foi um bom exemplo a ser seguido por seu filho.

 

Havia rivalidade e ódio de todos os outros irmãos para com José, pois viam que o pai tinha preferência por ele. (Gênesis 37:4 e 5)

 

Em sonhos Deus colocou em seu coração que ele seria grande e que reinaria sobre os seus irmãos e também sobre toda a sua família. Não tardou a contar tudo a eles, o que logicamente aumentou ainda mais a raiva e a inveja que já nutriam por José e tramavam matá-lo. Gênesis 37:6 a 11

 

Quando o mundo se coloca entre você e os sonhos que Deus lhe reserva quem acaba perdendo é você porque pode se influenciar com opiniões alheias, se fechar para Deus e acabar desistindo: abriu a boca para as pessoas erradas, perdeu!

 

Aprenda a aguardar a salvação do Senhor em silêncio, nada de ficar contando para todo mundo o que Deus lhe revelou, pois isto pode causar inveja alheia e muitos aborrecimentos para você, pois não há como prever a reação das pessoas ao nosso redor, mesmo as mais chegadas.

 

Não conte os seus sonhos para os outros, isso é assunto exclusivo entre você e Deus, não fique abrindo a boca demais: seu sonho é entre você e Deus!

 

No caso de José, revelar o plano de Deus que seria concretizado no futuro quase lhe custou a vida e resultou na sua escravidão no Egito!

 

1ª lição: Os planos que Deus lhe revela são entre você e Ele! Nada de sair por aí contando para todo mundo.

 

Você tem um sonho, todos nós os temos: casar-se, ter o casamento restaurado, constituir uma família feliz, livrar-se dos vícios, prosperar nos negócios, mas não consegue realizá-los porque sempre haverá alguém para lutar contra: o inimigo que usa as pessoas ao redor para matar, roubar e destruir. Nosso adversário tenta de todas as formas para acabar conosco. Portanto precisamos ficar atentos e não permitir o avanço dessa investidas malignas.

 

Jesus veio para nos dar uma vida de verdade, ou seja, viver bem, saudáveis, felizes, realizados e não é só vida, é a vida abundante de Deus, aquela que merece ser vivida por cada um de nós: sem preocupação, sem medo do futuro!

 

Vida em Cristo é vida com abundância, isto é, somos muito bem supridos de tudo e até as sobras são muito grandes!

2ª Lição: Aconteça o que acontecer não desista do plano divino traçado para você, não se revolte e nem perca o temor a Deus.

 

Agora essa era a vida de José: escravo em terra estrangeira, mas mesmo aquela dura situação não foi capaz de acabar com o seu desejo de ser grande, plantado em seu coração por Deus.

 

Viemos para estar por cima e não por baixo, se você anda por baixo, aconteceu, passou, sua vida é daqui para frente, nada de ficar olhando para o passado e muito menos com amargura.

 

Esse jovem manteve o temor a Deus, nunca desistiu e tampouco se revoltou contra Deus.

 

Em vez de ficar perguntado: “Por que tudo isso, meu Deus”; “Por que é que eu estou sofrendo tanto, Senhor” ele ocupou o seu tempo crendo no plano de Deus para ele.

 

Não perca tempo murmurando, aconteça o que acontecer, continue confiando em Deus.

 

Foi tentado pela mulher de seu senhor egípcio e não cedeu por temor a Deus (Gênesis 39:9b), chegou ao cárcere por causa das mentiras apregoadas por ela e nem por isso se desviou ou se revoltou com a injustiça que foi feita contra ele.

 

Ficou esquecido durante dois anos pela pessoa a quem ele havia feito o bem e mesmo assim não guardou qualquer rancor.

 

3ª Lição: Aconteça o que acontecer, ande com o Senhor!

 

O segredo mais importante que fazia com que José prosperasse onde quer que fosse era o fato de que o Senhor era com ele. (Gênesis 39:2 e 23)

 

Soube ser humilde, sabendo que o dom de interpretar os sonhos e a sabedoria não eram dele e sim uma dádiva pertencente a Deus entregue em suas mãos.

 

José passava por um terrível deserto em sua vida, mas mesmo assim não perdeu a posição de príncipe de Deus.

 

Da mesma forma Deus está com você, apesar de todos os contratempos. Não importa o que as pessoas vejam, pensem ou digam sobre você.

 

Qual é o segredo para Deus ser com você?

 

Estar com Jesus, ou seja, andar de acordo com a Palavra fazendo aquilo que ela vai lhe orientando: perdoar, sair do vício, não ter medo, não temer a má notícia, só falar o que é útil, necessário e verdadeiro, e assim por diante… Deus falou, faça sem demora!

 

Lembra-se de Sadraque, Mesaque e Abede-Nego? Eles não se dobraram diante da imagem do rei, foram jogados na fornalha, mas não se queimaram, porque mantiveram a fidelidade a Deus, obedecendo-o, ou seja, não se curvaram diante de outro além do Senhor.

 

Não se curve ao problema seguindo o caminho errado.

 

Vale a pena ser fiel a Deus, pois o único que pode te proteger é o Senhor.

 

Não perca o seu tempo com coisas inúteis se quiser que a porta de entrada do plano de Deus se abra.

 

Lembra-se do caso do cego em que os discípulos perdiam tempo em saber quem havia pecado? Jesus não demorou a dizer que ninguém havia pecado, nem seus pais e nem ele, e que ainda permanecia daquele jeito porque ninguém havia feito a obra de Deus (a cura) nele.

 

Quando a obra de Deus é feita, tudo muda e o sucesso de Deus vem para você!

 

José seguiu isso à risca e venceu. Você também vai triunfar, em Nome de Jesus!

 

4ª Lição Existe um intervalo de tempo entre a revelação de Deus e a concretização da Sua promessa em nossas vidas.

 

Vemos a volta por cima que José deu relatada a partir de Gênesis 41:40 a 45 quando o faraó o fez o segundo homem mais importante do Egito.

 

Um ponto que chama a atenção é que isso não ocorreu de uma hora para outra: entre o sonho e a sua primeira vitória passaram-se mais de treze anos! José tinha em torno de 17 anos quando sonhou (Gênesis 37:2) e só se iniciou a concretização da meta divina aos 30 anos. (Gênesis 41:46)

 

Os propósitos de Deus para nós se cumprem, mas não existe passe de mágica para que isso ocorra e requer um período de tempo para que se concretizem.

 

Não se impaciente, siga firme e confiante, mantendo os seus olhos em Deus, no lugar onde estiver, pois Deus é com você.

 

Continue andando com Deus, paute a sua vida na Palavra e será próspero e bem sucedido em tudo o que fizer!

 

Em Nome de Jesus.

Fonte: Bibliaon e Artigonal

Conheça a estória de Jesus Cristo

30/10/2011

[yframe url=’http://www.youtube.com/watch?v=s7FWuS-068A’]

Fonte: Youtube

« Próximas Anteriores »
Rádio Anjos de Luz

Com agradecimento à Fada San. Visite www.anjodeluz.net

Meu perfil
Perfil de usuário Terra 2012 .
Receba newsletters

Seu e-mail

Leitores do Terra 2012 pelo mundo
free counters
Escreva para a grande fraternidade branca

Grande Fraternidade Branca
Com agradecimento ao Espaço Hankarra. Visite hankarralynda.blogspot.com

Prezado Leitor, se você é uma pessoa solitária, quer desabafar ou deseja uma opinião fraterna e desinteressada sobre algum problema que o aflige, escreva-nos carta para o endereço informado no rodapé do site, ou, se preferir, mande e-mail para grandefraternidadebranca
@terra2012.com.br
.

Todas as correspondências serão respondidas no menor prazo possível.

arvore

Antes de imprimir pense em sua responsabilidade e compromisso com o MEIO AMBIENTE!

Gato no notebook

DÚVIDAS? Fale com o Administrador gtm@terra2012.com.br

Acessar Webmail Terra 2012