Participe de nossos abaixo-assinados
Petição Pública
Prezado Leitor, sua participação é muito importante para nós. Pedimos que, no site www.peticaopublica.com.br,
para cada abaixo-assinado de que você queira participar, digite seu nome completo, RG ou CPF e e-mail. Aproveite para recomendar o site a sua rede de contatos. Obrigada.
Lista de Links
Sala de atendimento
Clique na porta
para acessar Porta

JESUS: um espírito que nos serve de exemplo

Jesus! Contigo qualquer sacrifício é uma bênção do Céu!

 

Ismael de Almeida

Jesus! Jesus!… (…). Agasalhe-nos em teu coração de luz-amor!…

Muitas vezes trazemos no coração pesadas nuvens de amargura, que só tua misericórdia pode aliviar. Deixe-nos sentir o influxo sublime da tua bondade sem limites… Dê-nos força Mestre querido, para que possamos na Terra ser o teu instrumento, para trazer aos corações sofridos a infinita doçura do teu amor!…

*

Que possamos levar aos filhos da necessidade a caridade santificante que nos ensinaste, pelo exemplo vivo do AMOR que redime e cura a dor mais aguerrida. Que possamos carregar nossa cruz com paciência e firmeza, negar a nós mesmos, e procurar seguir teus passos no serviço ao mundo, amando e servindo sem limites… (…).

*

Que tua lição de candura no amor ofertado ao próximo, possa ser o roteiro de nossa vida; que possamos dar aos filhos do calvário paz e compaixão, para receber de Deus o auxílio na trajetória dos caminhos da existência humana. Ajudar sem limites para conquistar o altar do amor; é verdade que recebemos muitas vezes, os golpes das sombras, mas nos ensinastes o perdão, para que também nossas faltas sejam perdoadas!…

*

A trajetória na vida terrena é um breve aprendizado; e como aprendizes da Vida Eterna, é nosso dever nos harmonizarmos com as Leis Divinas, e aproveitarmos a breve estadia na Terra para servir a Deus, e certamente Deus nos recompensará muito mais, pelo bem que fizermos: É LEI DA VIDA! O bem semeado voltará em farta colheita de luz!

PAZ E LUZ!

Fonte: Anjo de Luz

Comentários.

A consolidação da Nova Terra ocorrerá por volta do ano 4160

Em 2060 os espíritos nobres, fraternos e inteligentes que, segundo os amáveis espíritos Joanna de Ângelis e Maria Modesto Cravo, já estão retornando à Terra, terão  até 70 anos de idade; além disso, em 2060 os duzentos mil espíritos altamente evoluídos que reencarnarão em 2025, segundo informação recebida e divulgada pelo respeitabilíssimo médium e orador  Divaldo Franco, terão 35 anos de idade. Em 2060 os atuais líderes mundiais e indivíduos outros que tendem ao mal estarão desencarnados.

Conclusão
No ano de 2060 estarão habitando a Terra espíritos que, pela sua índole, tem todas as qualidades para habitar um Mundo de Regeneração, dentro dos limites de tempo em que Kardec afirma que o Espiritismo será Crença Comum.
Com certeza, não fazemos parte dos espíritos altamente evoluídos que reencarnarão  em 2025. A questão é: Como ficamos nós? Bem, a oportunidade nos foi dada. Somos habitantes da Terra num momento muito especial, o que é uma dádiva divina. Esta é grande oportunidade que temos de iniciarmos a reparação dos nossos erros pretéritos.
Precisamos com toda nossa força, com toda nossa vontade, com todo nosso empenho,  aproveitar desta oportunidade de aqui estarmos habitando este planeta que logo pode nos dar a condição de termos um ambiente onde a tendência ao bem será a tônica. Como alcançarmos esta graça? A única solução é iniciarmos já nossa regeneração espiritual.

Segundo afirmativa do irmão do Espaço, em EL DISCIPULADO EN LA NUEVA ERA, ALICE A BAILEY, o ciclo de Aquário até seu final, aproximadamente no ano 4160, já terá os alicerces da Civilização do Amor firmemente implantados na Terra. Segundo o autor todo final de ciclo, e estamos saindo de PISCIS, há uma destruição do que se tornou velho, arcaico e cristalizado. Aquário já encerrou seu ciclo de ação, e as mentalidades piscianas farão de tudo para manter o atual estado de degradação, que serve para que alguns tirem proveito do caos reinante no mundo.  A turbulência do mundo é a mesma que ocorre no organismo humano quando enfrenta uma enfermidade severa. Na verdade há uma purificação do organismo, em que a PATOGENIA causa muita dor e desconforto.

O ciclo de um globo planetário é estimado pela CIÊNCIA EM 4,5 bilhões de anos, isso equivale a uma existência humana de cem anos. Então o processo evolutivo para a mente humana parece muito lento…

Muitos espiritualistas falam em “fim de tempo”, e podemos muito bem comparar com o fim de uma doença orgânica, quando o organismo luta para vencer a enfermidade, portanto na mudança do planeta; segundo o livro acima mencionado a transformação será lenta e constante. O autor do livro citado afirma que 85% da civilização do globo vivem ainda em plena vivência do “TEU E DO MEU”, em outras palavras, ainda é guiado pelo egoísmo…

Obviamente com essa população planetária egoísta e má, não haveria progresso e sim estagnação, então pelo bom senso é evidente que a MELHORA DO PLANETA, só com almas melhores…

O autor menciona que no Novo Ciclo a mulher pela sua doçura, feminilidade, e sensibilidade terá um papel sobressalente na construção do Novo Mundo, só que criar da Terra gerida por uma humanidade em sua maioria, guerreira e cruel, uma Civilização ordeira, harmoniosa, altruísta e compassiva demanda tempo, e o tempo para a Divindade não é o mesmo que o tempo da mente humana. É verdade como afirmam os espiritualistas a NOVA CIVILIZAÇÃO DO AMOR virá, mas não tão imediata como preconizam alguns.

O homem ainda vive no aguilhão do meu e o teu, quando na verdade deveria ser “NOSSO” por que na verdade TUDO É DE DEUS PARA O BEM DO HOMEM!

PAZ E LUZ!

Fonte: Anjo de Luz

Comentários.

Na Jordânia, mulheres têm mais direitos que nos outros países árabes

A Jordânia pode ser considerada um país árabe típico, pois o seu povo é caloroso, simpático e hospitaleiro. Os habitantes da Jordânia estão, normalmente, dispostos a perdoar os estrangeiros que‘ na sua inocência infringem as regras de etiqueta. Todavia, os visitantes que façam um esforço para respeitar os costumes locais irão, sem dúvida, cair nas boas graças dos jordanos.

Juntar-se aos habitantes locais para uma chávena de chá ou café pode ser uma forma fantástica de aprender mais sobre a cultura local. Se for convidado, mas não puder comparecer, então é perfeitamente aceitável declinar o convite. Coloque a sua mão direita junto do coração e apresente educadamente as suas desculpas.

Muitas famílias, em especial nas zonas rurais, são muito tradicionais e, se quiser visitar a sua casa, poderá reparar que esta se encontra dividida entre homens e mulheres. As mulheres estrangeiras são frequentemente tratadas como homens honorários‘.

As mulheres locais da Jordânia têm uma maior liberdade se comparadas com outros países na região. As mulheres têm direito à educação completa, podem votar, podem conduzir carros e, não raro, desempenham um papel importante nas empresas e na política. Os casamentos combinados e os dotes ainda são comuns

Sempre que eu viajo para um país árabe, estando ou não sozinha, tenho o cuidado de prender os cabelos e usar roupas larguinhas e “cobertas” – ou seja, nada curto ou decotado, nem mesmo sem mangas. Afinal, acho que o preceito básico de um bom viajante é sempre respeitar a cultura do lugar que se visita, não interessando se você concorda com aquilo ou não. Porque quando você visita a casa de uma pessoa pela primeira vez você não vai logo colocando os pés no sofá como se estivesse na sua casa, certo?

Eu acabo – literalmente – de voltar da Jordânia. Uma viagem simplesmente fascinante, um dos países que mais me surpreenderam ever, e isso tudo vai entrar em outros posts, é claro. O assunto em pauta aqui é que eu fui pra lá sozinha – e aprovei. Li muito sobre o destino antes de embarcar – como sempre – e quase todos os textos diziam que não era seguro uma mulher andando sozinha por lá, que toda mulher precisava estar sempre acompanhada de um homem o tempo todo, que ter um guia e motorista era essencial e até que a mulher precisava andar sempre com os cabelos cobertos por lenços, pashminas e afins, que os jordanianos eram muito conservadores. Mas o que eu encontrei lá foi bem diferente.

Como todo país muçulmano, é claro que muitas mulheres locais andam com suas cabeças cobertas – sobretudo fora da capital – e a gente vê as aflitivas burcas e outros trajes do gênero aqui e ali. Mas encontrei na Jordânia um dos países mais acolhedores e democráticos que já visitei – e me senti segura mesmo nos vários momentos que fiquei sem meu guia ou meu motorista. Tomei táxi sozinha (inclusive à noite), andei sozinha por várias atrações e áreas comerciais de diferentes cidades, comi sozinha em restaurantes, sentei sozinha em cafés. E quer saber? Tirando os muuuuuitos olhares e as cantadinhas típicas de qualquer país árabe, foi como estar em qualquer outro lugar do planeta. E em segurança, até porque há policiamento em toda parte, inclusive muitíssimos integrantes da chamada Polícia Turística, que falam inglês com perfeição e vários se arriscam num bom espanhol também.

O assédio é grande e está em todo lugar; mas eles são ultra cavalheiros e super bem humorados na abordagem – preciso até fazer um post com as cantadas mais típicas que são mesmo muito originais e geralmente incluem pedir seu facebook no final :mrgreen:  Olham muito, perguntam, elogiam bastante mas eles nunca tocam em você nem dizem grosserias – ao contrário do que acontece frequentemente no Marrocos, por exemplo. Tudo tem sempre um “can I?” antes de qualquer movimento – “can I ask your name?”, “can I sit here?” etc.

É claro que você, assim como na sua própria cidade, se está sozinha, não vai se enfiar em becos escuros, ruas desertas ou lugares suspeitíssimos, certo? Isso também vale pra Jordânia, porque esses mesmos cuidados a gente toma em absolutamente qualquer lugar, não importa em que parte do planeta, é claro. Escolher o local correto para se hospedar também é essencial – eu costumo apostar nas grandes cadeias hoteleiras, pra não ter erro. E, repetindo, o respeito à cultura local é essencial nesse processo: mesmo em Amã, que é ultra cosmopolita na parte moderna, não dá pra sair vestida como se estivesse em pleno verão de Trancoso, obviamente.

Gente muito tímida ou que se incomoda muito com o assédio deve mesmo procurar a companhia de um guia local. Mas encontrei várias outras mulheres viajando sozinhas como eu (francesas, alemãs, espanholas, russas, colombianas), em geral acompanhadas de guia e motorista em boa parte do tempo, mas também surpresas com a não necessidade de fazê-lo, dada a hospitalidade e segurança jordanianas – e a facilidade de comunicação também é muito grande, já que quase todo mundo se arrisca no inglês, mesmo que bem básico, e muita gente arranha o espanhol. Amã, por exemplo, tem uma noite tão vibrante e sofisticada que, hospedando-se nas zonas centrais (dos chamados “circles”), não tem como se sentir unwelcomed – e de dia há policiamento em toda parte.

Encontrei também mulheres (européias na maioria) que estavam viajando sozinhas pelo interior dirigindo seus próprios veículos alugados, mas isso eu já não recomendo – porque, sim, explorar independemente o país é complicado nesse ponto de vista dos transportes (os ônibus entre as cidades são escassos e o processo de compra nos lugares menores pode ser bem caótico). Ter um motorista à sua disposição para se locomover de uma cidade a outra é mesmo super recomendável – nem que seja um taxista indicado pelo hotel.  Por que eu não recomendo? Bom, algumas distâncias são mesmo muito grandes, por áreas bem desertas; e enfrentei uma tempestade de areia impressionante enquanto atravessávamos o deserto em direção ao Mar Morto e o carro quebrou. Se não fossem as habilitades mecânicas de meu santo (e ótimo, btw) motorista e sua coragem de ir consertar o carro no meio da tempestade, ingerindo areia por todos os poros, não sei o que teria sido de mim

Fonte: Saia pelo mundo

Comentários.

Palestinos disparam foguetes contra Israel, que revida, matando cerca de 300 civis, o que torna essa região da Terra sob o domínio do mal

Pelo menos seis palestinos morreram e outros 20 ficaram feridos em um novo ataque aéreo noturno israelense durante a segunda noite da incursão militar terrestre na Faixa de Gaza, informaram fontes médicas e testemunhas.

O porta-voz do Ministério da Saúde de Gaza, Ashraf al-Qedra, informou que as mortes ocorreram na cidade de Khan Yunes, no sul do território palestino, uma das mais castigadas desde o início da ofensiva em 8 de julho.

Segundo testemunhas, um grupo de pessoas estava sentado perto de suas casas quando um míssil israelense os atingiu, matando seis jovens no local.

O número de mortes já passou de 300 após 12 dias de operação militar.

Cerca de dois terços das vítimas são civis, inclusive mulheres e crianças, lembraram fontes médicas.

O Ministério da Saúde de Gaza disse, em entrevista coletiva, que mais de 1,3 mil pessoas foram feridas somente pelo disparo de mísseis e artilharia, e advertiu que esse número pode aumentar muito se Israel não parar com sua ofensiva.

Entre os israelenses, um soldado morreu no primeiro dia da incursão terrestre, a segunda vítima de Israel desde o início da operação Limite Protetor, que também deixou sete feridos da mesma nacionalidade.

Desde então, segundo o Exército, 1.637 foguetes foram lançados pelas milícias palestinas contra território israelense. Destes, 340 foram interceptados pelo sistema antimísseis ‘Domo de Ferro’.

Durante as primeiras 24 horas de combate terrestre, o Exército israelense atacou por terra, mar e ar 240 posições islamitas, entre elas, cerca de dez túneis com mais de 20 saídas na Faixa de Gaza.

A operação militar terrestre israelense na Faixa de Gaza é essencial para destruir os túneis do movimento islamita palestino Hamas, pois os bombardeios eram insuficientes, afirmou o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu nesta sexta-feira (18).

“Não é possível solucionar (o problema) dos túneis do ar apenas. Nossos soldados também fazem isto no terreno”, disse em uma reunião de gabinete.

O premiê disse que Israel está se preparando para intensificar sua ação. “Minhas instruções são para se preparar para a possibilidade de ampliar significativamente a operação terrestre, e os militares estão se preparando adequadamente”, afirmou ele a repórteres antes da reunião.

De acordo com o primeiro-ministro, a ofensiva não é uma garantia de êxito 100%, mas é necessária depois que Israel testou outras alternativas.

“O Tsahal (exército) opera contra o Hamas e outras organizações terroristas na Faixa de Gaza do mar, ar e agora também por terra. A operação terrestre iniciada por nossas forças ontem (quinta-feira) à tarde pretende destruir os túneis do terror que vão de Gaza a Israel”, completou o premiê.

Pelo menos 24 palestinos, incluindo três crianças e um bebê, foram mortos na Faixa de Gaza desde o início da ofensiva terrestre. Um soldado israelense morreu durante a incursão

Desde o início dos combates, há 11 dias, pelo menos 265 palestinos morreram. Durante o mesmo período, dois israelenses morreram, segundo o exército.

Segundo o Centro Palestino para os Direitos Humanos, com sede em Gaza, os civis representam mais de 80% das vítimas da ofensiva de Israel.

Túneis e combates
Os túneis subterrâneos de contrabando construídos pelo Hamas, que controla o território, são usados para introduzir mercadorias, dinheiro e armas. Segundo Israel, os túneis também são usados para preparar plataformas de lançamento de foguetes e alguns para entrar em território israelense.

A maioria dos confrontos após a ofensiva terrestre aconteceu no sul do território de 360 quilômetros quadrados, em Khan Yunes e em Rafah, e na zona norte, perto da fronteira com Israel.

A Organização das Nações Unidas condenou o lançamento de foguetes contra Israel a partir da Faixa de Gaza, que terminou uma trégua humanitária de cinco horas, e está “alarmada pela forte resposta de Israel”, disse o chefe de assuntos políticos da ONU, Jeffrey Feltman, ao Conselho de Segurança durante reunião realizada nesta sexta-feira (18).

“Israel tem preocupações de segurança legitimas, e nós condenamos o disparo indiscriminado de foguetes a partir de Gaza contra Israel que terminou com o cessar-fogo temporário de ontem. Mas nós estamos alarmados com a forte resposta de Israel”, disse Feltman na sessão de emergência do Conselho.

Israel intensificou sua ofensiva terrestre à Faixa de Gaza com artilharia, tanques e canhoneiros nesta sexta e alertou que poderia “ampliar significadamente” a operação que as autoridades palestinas disseram que está matando grande número de civis. De acordo com a agência France Presse, Israel começou a destruir nesta sexta os túneis utilizados pelo Hamas em Gaza.

A reunião de emergência do Conselho de Segurança foi convocada após a ofensiva terrestre de Israel, a pedido da Jordânia e da Turquia.

Durante a reunião, Feltman ainda afirmou que o secretário-geral da organização, Ban Ki-moon irá ao Oriente Médio no próximo sábado para tratar das hostilidades entre Israel e Gaza com autoridades locais.

Ofensiva dura 11 dias
Segundo o Centro Palestino para os Direitos Humanos, com sede em Gaza, os civis representam mais de 80% das vítimas da ofensiva de Israel, que tem como objetivo impedir os lançamentos de foguetes do Hamas, que controla o território.

Ao menos 292 palestinos foram mortos desde o início da ofensiva israelense em Gaza, no dia 8 de julho. Dois israelenses, um civil e um soldado, morreram no mesmo período.

O civil foi atingido por um foguete do movimento palestino Hamas, e o soldado por “fogo amigo”, durante a ofensiva terrestre, iniciada na noite desta quinta-feira.

De acordo com a agência Associated Press, desde o início desta ofensiva terrestre, o Exército israelense reportou ter matado 20 milicianos, enquanto autoridades de saúde em Gaza disseram que mais de 50 palestinos morreram desde então.

Operação terrestre
A operação militar terrestre israelense na Faixa de Gaza é essencial para destruir os túneis do movimento islamita palestino Hamas, pois os bombardeios eram insuficientes, afirmou o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu nesta sexta. O premiê também disse que Israel está se preparando para intensificar sua ação.

Os túneis subterrâneos de contrabando construídos pelo Hamas, que controla o território, são usados para introduzir mercadorias, dinheiro e armas. Segundo Israel, os túneis também são usados para preparar plataformas de lançamento de foguetes e alguns para entrar em território israelense.

A maioria dos confrontos após a ofensiva terrestre aconteceu no sul do território de 360 quilômetros quadrados, em Khan Yunes e em Rafah, e na zona norte, perto da fronteira com Israel.

O posto de fronteira israelense de Erez, único ponto de passagem para pedestres, foi fechado

Fonte: G1

Comentários.

Míssil detonado por rebeldes pró-Rússia na Ucrânia abate avião da Malásia cheio de estrangeiros e expõe a Terra ao risco de nova guerra mundial, que a espiritualidade quer evitar

A Ucrânia acusou  rebeldes pró-Rússia de tentar destruir as evidências de “crimes internacionais” no local da queda do avião da Malaysia Airlines.

O governo ucraniano disse que os separatistas estavam impedindo o início das investigações de representantes internacionais e de seus especialistas e, em comunicado, afirmou que “os terroristas” retiraram 38 corpos do local, que teriam sido levados a um necrotério na cidade de Donetsk, controlada por rebeldes.

Todos os 298 ocupantes do avião morreram.

Kiev alegou que separatistas estariam tentando transportar os destroços do avião para a Rússia e disse que a comunidade internacional deveria pressionar Moscou pela retirada dos rebeldes e para que especialistas ucranianos e internacionais realizem suas investigações.

Mais cedo no sábado, uma equipe de 25 observadores internacionais disse que separatistas limitaram o acesso aos destroços da aeronave. Um porta-voz da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) disse na sexta-feira que homens armados realizavam a segurança da área, e um deles atirava para o ar.

Separatistas haviam garantido que permitiriam o acesso de investigadores internacionais à área da queda do avião, segundo a OSCE.

Ainda não há confimação sobre o que provocou a queda do Boeing 777, mas acredita-se que a aeronave tenha sido atingida por um míssil terra-ar disparado de uma área sob controle de rebeldes no leste da Ucrânia em 17/7/14

O avião da Malaysia Airlines fazia o vôo de Amsterdã a Kuala Lumpur e caiu entre Krasni Luch, na região de Luhansk, e Shakhtarsk, em Donetsk.

O ministro dos Transportes malaio, Liow Tiong-lai, disse que seria “desumano” se especialistas do país não tiverem acesso à área da queda. Ele também expressou preocupação de que o local não seja devidamente preservado e que possa ser adulterado.

A Ucrânia classificou a queda como um “ato de terrorismo” e divulgou o que disse ser ligações interceptadas que provam que a aeronave foi derrubada por separatistas.

Mas os rebeldes pró-Rússia alegam que um jato da força aérea ucraniana abateu o avião.

Troca de acusações
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse na sexta-feira que há “evidências” de que o avião foi derrubado por separatistas apoiados pela Rússia.

Obama afirmou que a ajuda dada por Moscou a rebeldes inclui armamentos antiaéreos, mas que ainda é cedo para dizer quais eram as intenções de quem lançou o míssil.

A Rússia, no entanto, tem atacado países do Ocidente, acusando-os de travar uma guerra de informação contra Moscou. O Ministério da Defesa russo desafiou a Ucrânia a detalhar a operação de seus sistemas antiaéreos no momento da queda.

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou na sexta-feira um comunicado pedindo por uma “investigação internacional independente e completa”.

Fonte:G1

Comentários.

Prezado Leitor: este site também é seu. Publique aqui GRÁTIS seu post

Colabore

Últimas atualizações

ogtzuq

Deseja um Amigo Virtual?

Clique aqui

EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish
Acessar

Meu perfil
Perfil de usuário Terra 2012 .
Receba newsletters

Seu e-mail

Leitores do Terra 2012 pelo mundo
Quem está Online
7 visitantes online agora
0 visitantes, 7 bots, 0 membros
Map of Visitors
Rádio Anjos de Luz

Com agradecimento à Fada San. Visite www.anjodeluz.net

Enquetes

QUE LIÇÃO O POVO BRASILEIRO PODE TIRAR DA COPA DO MUNDO?

View Results

Loading ... Loading ...
Escreva para a grande fraternidade branca

Grande Fraternidade Branca
Com agradecimento ao Espaço Hankarra. Visite hankarralynda.blogspot.com

Prezado Leitor, se você é uma pessoa solitária, quer desabafar ou deseja uma opinião fraterna e desinteressada sobre algum problema que o aflige, escreva-nos carta para o endereço informado no rodapé do site, ou, se preferir, mande e-mail para grandefraternidadebranca
@terra2012.com.br
.

Todas as correspondências serão respondidas no menor prazo possível.

arvore

Antes de imprimir pense em sua responsabilidade e compromisso com o MEIO AMBIENTE!